Precisa de ajuda com o seu projeto?

Fale com um de nossos especialistas em soluções corporativas

5 dicas para gerenciar equipes remotas

Publicado em 26 de novembro de 2020

Foto 00 8 1230x540

Como ajudar suas equipes a permanecer produtivas e colaborativasFoto 00 8 300x104Texto original – Herman Miller

Artigo escrito por Ryan Anderson, vice-presidente de inovação digital da Herman Miller

Novato no gerenciamento de uma equipe remota? Ao longo da última década, tive a oportunidade de gerenciar várias equipes e estudar o trabalho remoto com colegas muito entendidos no assunto das principais empresas de tecnologia. Com base nessas experiências, apresento minhas cinco melhores sugestões para começar com o pé direito:

  1. Entenda o desafio

Gerenciar o trabalho remoto é um desafio que envolve inclusão. De forma geral, as pessoas são capazes de desempenhar seu trabalho individual de qualquer lugar. Mas o verdadeiro desafio é ajudar os membros da equipe a se conectarem, serem ouvidos e experimentarem um senso de propósito e pertencimento. É seu trabalho como gerente ajudar as pessoas a permanecerem fundamentadas no plano maior que você está tentando realizar e a se sentirem parte da equipe. Seu papel é ser campeão de uma cultura de equipe virtual, produtiva e saudável.

  1. Torne-se assíncrono

Muitas equipes remotas adotam rapidamente as ferramentas de videoconferência, como Zoom, Skype, Meets, Go To Meeting, WebEx etc., para facilitar as reuniões. Essas soluções são úteis, mas exigem que todos interajam ao mesmo tempo. Isso pode atrasar a equipe, ser um desafio para introvertidos e interferir no horário pessoal de membros da equipe em fusos horários distantes. Uma alternativa é usar o Slack ou o Microsoft Teams como suas ferramentas principais de comunicação e fazer as reuniões por videoconferência com mais moderação. Crie um canal Slack ou Microsoft Team para o seu projeto e incentive as pessoas a interagir ao longo do dia, sempre que for conveniente. Seus projetos terão maior fluidez e sua equipe irá interagir mais. Como líder, cabe a você aprender sobre a plataforma que escolher (assista a um tutorial!) e estabelecer os comportamentos apropriados de forma ativa.

  1. Estabeleça protocolos convergentes

Se você possui uma equipe tanto com membros no mesmo espaço físico quanto à distância, é seu dever instituir protocolos para garantir que as conversas não excluam colegas remotos. Ligue a câmera de vídeo na sala durante os calls para que pessoas possam ver quem está falando. Interrompa a conversa com frequência – a cada dez minutos, no máximo – para perguntar se os membros remotos da equipe têm comentários ou perguntas. Certifique-se de que todos estejam presentes quando você precisar tomar decisões importantes e incentive a equipe a conversar antes e depois da reunião usando o Slack ou o Teams.

  1. Seja sociável

Com o home office, membros da equipe geralmente não participam das interações sociais informais que acontecem ao longo do dia de trabalho. Esses momentos são importantes para cultivar uma cultura de equipe. Para resolver isso, acrescente um canal no Slack ou no Teams chamado “Conversas no intervalo do cafezinho” e encoraje as pessoas a postar memes divertidos ou falar sobre o grande jogo no sábado. Marque encontros virtuais informais com vídeo para socializar ou comemorar o aniversário de um membro da equipe.

  1. Gerencie o desempenho

Muitas organizações ainda consideram a presença física como uma medida de produtividade (o que não é – é uma medida de obediência, mas eu estou apenas divagando). Se esse for o caso da sua organização, convém pensar mais sobre as métricas de desempenho com foco em resultados e garantir que cada membro da equipe saiba o que é esperado de si ao longo do seu projeto. Como líder, você irá precisar dedicar mais tempo e esforço para conversar semanalmente com cada membro da equipe, de preferência em vídeo, porque a comunicação não verbal durante reuniões individuais é importante. Nesses encontros de alinhamento, esteja atento a algum sinal de esgotamento. Embora algumas organizações se preocupem com a perda de foco dos funcionários remotos, de forma geral acontece exatamente o contrário. Alguns não conseguem se desligar do trabalho quando ele acontece em casa e em fusos horários diferentes.

A pandemia do novo coronavírus impôs muitos desafios e um deles certamente foi a transição abruta de muitos funcionários e gestores para o regime de home office. O que achou das dicas? Compartilhe sua experiência no home office abaixo nos comentários!

Posts relacionados

Compre pelo WhatsApp
Entre em contato