Precisa de ajuda com o seu projeto?

Converse com um de nossos consultores em soluções corporativas ou residenciais.

Entre em contato

Exibindo um único resultado

Ray Wilkes

Quando Ray Wilkes chegou a Nova York no início dos anos 60 com uma bolsa do Royal College of Art para estudar nos Estados Unidos, foi direto para um escritório na 50th Street. Ele foi encaminhado a George Nelson, o renomado arquiteto, designer e editor, por meio de suas conexões na RCA.
Mas primeiro Wilkes teve que passar por Hilda Longinotti, assessora de longa data de Nelson. “Eu entrei e disse que queria conhecer George Nelson e ela disse: ‘Não vai ser possível! Saia daqui!’ Acontece que antes de eu entrar, eles tiveram uma grande discussão”, relata Wilkes, então Longinotti não estava de bom humor para ajudar.

Assim que Wilkes foi iniciado no universo de Nelson, rapidamente causou impacto. “Sempre astuto e muito espirituoso”, diz Lance Wyman, um colega da época do Nelson Office, descrevendo Wilkes. Um dos primeiros projetos de Wilkes envolveu a solução de problemas de design do sofá Sling produzido pela Herman Miller, parte da coleção permanente do Museu de Arte Moderna. “Eles estavam tendo problemas com o local onde o estofamento se conecta à estrutura”, conta ele. “Fiz algumas pesquisas: havia uma empresa inglesa que fazia revestimentos de borracha, então fixei esse material [embaixo das almofadas] em vez de entrelaça-lo.”

Uma década depois, Wilkes acabou em Michigan, trabalhando em tempo integral para Bob Blaich, o então diretor de design da Herman Miller, que havia reconhecido Wilkes de seu tempo com Nelson. Ele projetou seu Grupo de Sofás Modulares (1976) enquanto experimentava uma nova tecnologia de injeção de espuma que criava formas suaves e delineadas, que podiam ser estofadas com os tecidos elásticos bidirecionais da Herman Miller.

Tal como acontece com os Eames e sua madeira compensada moldada, a tecnologia foi grande aliada no resultado do design final. Quando estofadas em cores vivas (paleta de cores projetada por Alexander Girard), as almofadas quadradas com bordas arredondadas parecem chiclete, o que rendeu o apelido ao sofá. O design pós-moderno icônico se tornou altamente valorizado no mercado vintage ao longo das décadas desde sua introdução – e, com seu relançamento em 2021, ganhou novos seguidores entre os entusiastas do design.

Enquanto estava na Herman Miller, Wilkes também projetou uma mesa de centro para complementar a coleção de sofás modulares, Soft Seating (1974), e a Cadeira Rollback com altura ajustável (1977), cujo perfil foi apresentado pelo New York Times em sua cobertura da NeoCon naquele ano.

Desde que deixou a Herman Miller, ele trabalhou como consultor de design em empresas na Inglaterra, Europa e EUA.

Wilkes nasceu em Surrey, Inglaterra, e formou-se em design pela Royal College of Art de Londres

Produtos do designer

Compre pelo WhatsApp
Entre em contato