Precisa de ajuda com o seu projeto?

Fale com um de nossos especialistas em soluções corporativas

Sete Previsões para o Futuro do Trabalho

Veja o que a próxima geração de arquitetos e designers está imaginando para os escritórios

Texto Original da Herman Miller – Ilustrações por Clay Hickson e Fotos por Lance NelsonFoto 00 300x166

Como parte de uma análise contínua sobre o futuro do trabalho, a Herman Miller convidou 80 designers talentosos de todo os EUA e do Canadá para uma série de quatro workshops batizada de Future State. Eles compartilharam seus palpites, suas ideias visionárias, ansiedades e apostas extravagantes com relação ao futuro do trabalho e dos escritórios, além do papel emergente dos designers. Aqui, resumimos esses encontros em sete previsões de como poderá ser, daqui cinco, 10 ou até mesmo 20 anos, o aspecto dos ambientes que estão criando.

Como as pessoas trabalharão no futuro?

Embora seja provável que as pessoas sempre darão valor a um salário e trabalho significativo, nossos desejos e vontades com relação à experiência de trabalho ideal irão evoluir com mudanças em tecnologia e no mundo.Foto 01 1 225x300

  1. Dominar o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal

Os visionários que participaram do Future State preveem que, no futuro, as pessoas e as organizações em que trabalham criarão melhores condições entre o trabalho e a vida pessoal para incentivar um envolvimento mais profundo e mais significativo com ambos. Isso significa aprender a se desconectar da tecnologia, o fim das multitarefas, utilizar as análises para entender quando eles estão em condições ideais para trabalhar e procurar empregos que lhes permitam trabalhar durante o horário de pico de desempenho – que talvez não seja das 9h às 18h.Foto 02 1 300x169

Foto 03 4 225x300

  1. Reservar tempo para contato pessoal

Os designers com os quais conversamos previram que os benefícios de trabalhar em casa — pijama, produtividade — somente o satisfarão por um tempo. Um dia você será atraído de volta às conexões pessoais que consegue encontrar no escritório. Os participantes da Future State veem o ambiente de trabalho do futuro como um ímã. Ele atrai e concentra a energia, empregando-a em um mundo no qual um subproduto das melhorias na tecnologia de comunicação tem uma tendência natural de aumentar a divisão entre nós. Eles estão fomentando a criação de designs que promovem “face time” (não aquele do iPhone) em espaços que aceleram uma conexão autêntica.

Como será a evolução dos processos de trabalho?

Conforme a nossa capacidade de buscar prazer imediato e feedback instantâneo em nossas vidas pessoais acelera e acaba indo além da nossa capacidade de gostar do meme de gato mais recente, as nossas expectativas de como realizamos o trabalho também evoluem.Foto 04 225x300

  1. Uma abordagem da Amazon no recrutamento

Em breve, a mentalidade da Amazon de “me dê o que eu preciso, assim que eu precisar” será aplicada a muito mais, não apenas a papel higiênico e televisores de renome. Os especialistas pressupõem que esta necessidade crescente em busca de velocidade, em conjunto com um aumento acentuado na quantidade de profissionais liberais, possa criar uma nova maneira de recrutamento nas empresas. As organizações serão construídas e reconstruídas projeto a projeto, através da seleção a partir de um grande grupo de consultores. Este modelo pós-empregatício possibilitará a agilização de processos, menor prazo de comercialização, designs melhores e mais rápidos, além de inovação com produtividade, tudo isso tirando proveito dos melhores talentos da indústria para a tarefa específica em questão.

Foto 05 225x300

  1. Uma admirável nova era de feedback de clientes

Os visionários sonham com um aparelho inteligente que consiga demonstrar a uma equipe de design exatamente como as pessoas reagem à música, à mobília, à iluminação é à vibe geral de um espaço. Assim que o relógio de pulso de um indivíduo capta a reação e os dados são carregados em um aplicativo, o aplicativo preenche automaticamente uma página no Pinterest, dá sugestões de produtos e traduz uma boa sensação — uma sensação que o cliente talvez tenha tido dificuldade de articular — em inspiração tangível de design. Entre o relógio e o aplicativo, você receberá respostas diretas aos estímulos no espaço e às informações de que precisa para agir.

Foto 06 225x300

  1. Tendência rumo ao otimismo tecnológico

Os designers têm o sonho de que a impossibilidade dos pedidos de última hora dos clientes — reduzir em meio milhão de dólares um orçamento, aplicar engenharia de valor transformando um prédio de 10 andares em oito — possa em breve virar coisa do passado. Em nossos quatro eventos, ouvimos falar a respeito de robôs que prestam serviços, software de modelagem de nível superior e fabricação automatizada de mobília sob demanda. Apesar de certa ansiedade que foi especulada pelos designers quanto às nossas relações pessoais com a tecnologia, quando tratamos da promessa da Inteligência Artificial, Big Data e robótica para auxiliar no processo de design, o grupo ficou entusiasmado.

O que definirá os lugares em que trabalhamos?

No futuro próximo, o seu escritório será em qualquer lugar — e que você será capaz de dar a ele o aspecto que quiser.Foto 07 225x300

  1. Design de escritório sob demanda

Hoje em dia, você dá um jeitinho no seu escritório para que atenda melhor às suas necessidades (e depois pede perdão). E se amanhã você conseguir não apenas influenciar e sim controlar um espaço desenhado de forma exclusiva com base nas necessidades do momento? Os especialistas imaginam um novo tipo de tecnologia de design de escritório chamada Sensify. É um aplicativo que transforma paredes brancas com melhoramento tecnológico em seu espaço no que você quiser que se transformem. Precisa de um espaço que lhe dê inspiração? Programe uma vista das montanhas e a projete nas paredes. O chefe está na cidade? Faça a reprogramação para exibir as mais recentes análises de clientes.Foto 08 300x169

Foto 09 225x300

  1. O escritório descentralizado

É ótimo trabalhar em qualquer lugar, mas esse lugar nem sempre tem a melhor conexão Wi-Fi ou a tecnologia de que você precisa para colaborar com colegas ao redor do planeta. Há uma oportunidade de atender às necessidades de uma mão de obra cada vez mais distribuída com um ambiente de trabalho cada vez mais distribuído. A sede global desaparecerá. Em seu lugar, você encontrará uma série de Pontos de Trabalho em todo o mundo, que você pode acessar e ficar o tempo que quiser. Agora imagine Pontos de Trabalho impregnados com Sensify, pois a vibe de um riad marroquino com design dinamarquês do seu WeWork local não é para todo mundo.

O que achou dessas previsões? Com os impactos da pandemia do novo coronavírus, acha que algumas delas já são realidade? Compartilhe conosco nos comentários: